Rua Alfredo Ahlert, 433, Teutônia, RS, Brasil
55 51 99885-8821 contato@ilgiardin.com.br
Espaço de Gastroterapia e Cultura

Il Giardin é uma obra aberta

Uma mutação, um processo interminável de transformação, semeadura, espera, colheita e ciclos. O Jardim se transforma. Umberto Eco conceituava que a obra aberta tem a “capacidade de assumir diversas estruturas imprevistas, fisicamente irrealizadas”. O Jardim se manifesta e nos manifesta em si. Oferece a cada pessoa uma experiência distinta. O Jardim é um para cada jardineiro e para cada visitante.  IMG_7029

O Jardim que se pode comer, então, é um grito contra a ironia – ou seria a favor dela? – de que a arte alimenta a alma mas não o corpo.

O Jardim propõe geometrias, exige disciplinas, impõe obrigações e convida a participar de sua narrativa de vida ou observar seu inevitável declínio em abandono. Para o Jardim, não importa, na verdade, qual destino o jardineiro escolha, do carinho ou do abandono, pois ele existe na natureza e esta, selvagem, não conhece derrota ou morte, viver é uma batalha onde a vida sempre vence mesmo quando um indivíduo morre.

É esta iminente derrota ante à tentativa de domar o indomável, que induz o jardineiro/agricultor, a compreender que não é ele quem domestica, mas é domesticado. O Jardim é apenas o canto dele neste grande Domus que é o planeta.

IMG_7034Transformamos a natureza e ela nos transforma de volta para que possamos moldá-la naquilo que nos molda a transformar a natureza que nos transforma para que possamos moldá-la naquilo que nos molda e transforma para que nos aceitemos mutáveis e finitos ao final, afinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *